Características Físicas Gerais

O padrão estabelece: “Machos e fêmeas são obviamente distintos com corpos proporcionados. A estrutura é compacta com músculos bem desenvolvidos. Machos têm uma proporção de altura com comprimento de 10 para 11; fêmeas são levemente mais longas. A altura dos machos é de 39,5 cm, para fêmeas, 36,5. Um intervalo de 1,5 cm para mais ou para menos é permitido.”

Dizendo que o macho e a fêmea devem ser obviamente distintos, o padrão não se limita à genitália externa. No Shiba correto o macho é masculino na sua inteira aparência, e a fêmea é feminina da mesma forma. Uma fêmea Shiba que pareça masculina, um macho que pareça feminino, ou um cão de qualquer sexo que pareça neutro em gênero não é correto. A distinção entre macho e fêmea é tida como uma importante característica de animais superiores, quanto mais desenvolvida uma espécie na escala de todos os animais, mais pronunciadas são as diferenças entre os sexos. Portanto, o requerimento de que Shibas tenham distintas diferenciações sexuais reflete a visão de que o cão é um dos animais mais altamente desenvolvidos.

4

Na avaliação do que os árbitros japoneses chamam de “sinais de gênero” a primeira consideração é de que o gênero do cão deve ser evidente a primeira vista. Os atributos do Shiba macho devem mostrar uma dignidade e nobrezas másculas. Os ossos da cabeça, crânio e face são mais largos, mais longos e espessos do que os das fêmeas. A testa é chata e larga, as bochechas muito cheias (com uma aparência arredondada), o focinho é largo e forte, e os olhos devem ter uma expressão de força. Em comparação com a do macho, a cabeça da fêmea é mais leve e mais estreita, e a expressão dos olhos mostra delicadeza.

Na estrutura física, há uma distinção na maioria das espécies no que pode ser denominado de robusta vitalidade do macho contra o feminino refinamento da fêmea.

No caso do cão, o físico deve ser musculoso, com músculos e tendões bem desenvolvidos. A ossatura das fêmeas deve ser mais leve e seu corpo mais delicado. Altura do corpo, peso e volume também diferem entre os machos e as fêmeas.

O segundo item importante na seção das Características Físicas Gerais do padrão é a razão ou proporção. Isso tem a ver com as partes do corpo ajustando-se entre elas em um todo harmônico. “Proporção” de construção é mencionada no padrão, e isso é normalmente conhecido como balanceamento. Balanceamento é harmonia e equilíbrio na estrutura do cão, e vem da relação apropriada entre as partes do corpo do cão – a cabeça, pescoço, tronco e quatro patas. A cabeça em si deve ter balanceamento entre a testa, focinho, olhos e orelhas.

Harmonia significa que as partes do corpo do cão ajustam-se bem entre si. Por exemplo, pernas longas não harmonizam com um corpo pequeno, e orelhas pequenas estão em desarmonia com uma cabeça grande. Harmonia precisa se aplicar em todo o cão, da construção do esqueleto aos pequenos detalhes de seu corpo. Relações adequadas de todas as partes significam que o cão pode funcionar eficientemente. Se o tronco é muito curto em relação à altura, a movimentação será contraída.

Equilíbrio significa que a quantidade em um lado da balança é igual ao outro lado, de modo que a diferença de peso de esquerda para direita, superior e inferior, frente e traseira estraga o equilíbrio do cão. Por exemplo, se a cabeça e ombros de um cão são bem desenvolvidos e a traseira é estreita, o cão não tem bom equilíbrio.

Foram estabelecidas regras para indicar as relações ideais entre as diferentes partes do Shiba. Essas regras são mostradas no diagrama Proporções do Cão Japonês, mas deve ser lembrado que o corpo do cão possui três dimensões e é cinético. A altura do cão é dada no padrão como 38 a 41 cm para os machos e 35 a 38 cm para as fêmeas. Os japoneses medem a altura logo atrás da ponta do ombro. O peso médio do Shiba deve ser 10 kg; machos com 10% a mais, fêmeas com 10% a menos.

Ângulos do corpo também devem ser balanceados. Os ângulos corretos estão baseados nos princípios básicos de movimentação que fornecem a maior eficiência mecânica no movimento. Nesse sentido, os ângulos das quatro patas são os mais importantes.

odemos dizer que balanço, que parece de início ser um tópico simples, é, na verdade, bastante complexo. O diagrama Proporções do Cão Japonês fornece os fundamentos, mas há muitas outras considerações, tais como os ângulos de articulações, desenvolvimento muscular e expressão facial que não são abrangidos.

Por exemplo um cão com uma expressão mal humorada ou malvada não pode ser considerado como possuindo uma expressão em harmonia com o resto de suas partes. Por se dá tanta atenção ao balanço? O balanço é crítico em permitir que o cão realize suas capacidades. Balanço correto produz a beleza natural do Shiba porque esta é uma raça funcional.

CBKC

Últimos posts

WhatsApp-Image-2021-09-27-at-09.42.43

Entrevista com Elettra Grassi para brasileiros

E-books

dragaopath

black Worlock Kennel

Rolar para cima
× Como posso te ajudar?